Ivi Hoje - Informação a um Clique!

Informação a um Clique! 20:47

PMA captura 1742 animais silvestres nos centros urbanos no ano passado

Postada por Silvio Angelo - Ivi Hoje
07/02/2018 às 08:51:00
Uma onça-parda causou grande alvoroço ao penetrar no perímetro urbano de Dourados e subir em uma árvore para se proteger da presença humana. Apesar de este ser um caso inusitado, a PMA (Polícia Militar Ambiental) realiza captura de animais há 31 anos e já capturou anta em piscina, capivara dentro de armários e fossa, antas e jacarés em lagoas de tratamento de indústria, gambá dentro de máquina de lavar, serpentes e lagartos em áreas de motores e dentro de veículos, tamanduá-bandeira dentro de churrasqueira, entre outros.

No ano de 2017, policiais militares ambientais do Estado capturaram 1.742 animais silvestres nos perímetros urbanos. Um aumento de 25% com relação ao ano de 2016. Isso dá uma média de cinco animais diariamente. No mês de janeiro deste ano 2018 já foram capturados 203 animais, o que dá em média 6,54 animais. Os principais animais capturados são aves.

Ressalta-se, que esses são os animais que são encaminhados ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) na Capital, tendo em vista que, alguns capturados no Interior são soltos nas redondezas, depois de laudos veterinários e biólogos constando que são bravios e daquele habitat, de onde foram capturados.

Na Capital, a média em 2016 e 2017 foi de 2,25 animais, sendo respectivamente 823 e 824 animais capturados e encaminhados ao Cras. No mês de janeiro deste ano 2018 já foram capturados 88 animais, o que dá em média 2,83 animais. A característica de Campo Grande, que possui grandes reservas florestais, além dos Parques Lineares de córregos e áreas verdes municipais, favorece à fauna e, essa convivência entre essa fauna sinantrópica e a população gera alguns conflitos, bem como há a necessidade muitas vezes, de se fazer o trabalho de captura, devido à fauna adentrar as áreas residenciais.

Além de tudo isso, o desmatamento legal, ou ilegal, que acontecem nas circunvizinhanças das cidades, diminui o habitat e alimento da fauna silvestre, que cada vez mais, precisa percorrer maiores distâncias na migração em busca de alimentos e acabam adentrando os perímetros urbanos.

Além da captura de animais silvestres, a PMA tem prevenido e combatido o tráfico e animais no Estado. O período mais preocupante para a PMA com relação ao tráfico de animais silvestres concentra-se entre o mês de agosto a dezembro, que é o período de reprodução do papagaio, a qual é a espécie mais traficada no Estado. A PMA realiza trabalhos preventivos nas propriedades rurais, por meio de informação da legislação e Educação Ambiental. A região principal do problema e foco da prevenção são os municípios de Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina e Brasilândia, além de Naviraí e Mundo Novo. As Subunidades da PMA que cobrem estas áreas realizam monitorando e os movimentos dos traficantes.

Outras questões relativas à fauna envolvem um empenho extraordinário da Polícia Militar Ambiental, tais como, a caça ilegal, a criação de animais silvestres em cativeiro, que alimenta o tráfico, bem como os maus-tratos a animais silvestres e domésticos.
Fonte - Assessoria/PMA

Envie seu Comentário
Antes de escrever seu comentário, Atenção! Nós não publicamos comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Nome
E-mail
Comentário
Publicidade

Mãe e filha saem ilesas de capotamento

ocorrido próximo ao Rio Ivinhema MS-276

ocorrido próximo ao Rio Ivinhema MS-276

Publicidade

Vídeos

Fique por dentro dos melhores vídeos.

Publicidade

Classificados

Publicidade