Vídeo - Homens invadem rádio e ameaçam locutor que criticou Bolsonaro

Ele comparou os apoiadores do presidente a alemães que defenderam o nazismo

Cb image default

Quatro homens invadiram a Rádio Comunidade FM e ameaçaram um dos locutores que havia criticado o presidente Jair Bolsonaro. O caso ocorreu em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco.

O caso, segundo a IstoÉ, ocorreu nesta terça-feira (6). O radialista Junior Albuquerque foi acuado e intimidado por conta de suas declarações.

Júnior explicou que a invasão à rádio ocorreu porque ele disse que os apoiadores do presidente também são responsáveis pelo que chamou de ‘’genocídio’’ da população vítima da covid-19.

“Eu fiz um comentário opinativo, que Hitler não era o único culpado do genocídio que aconteceu na Alemanha, pois quem o apoiou e quem se calou também teve sua parcela de culpa’’, detalhou o comunicador.

A invasão foi gravada pelos próprios apoiadores do presidente e flagra o momento que o radialista é ameaçado. Albuquerque, mesmo em situação desfavorável, criticou a atitude os invasores e peitou um dos manifestantes.

Um dos agressores reclama de ter sido chamado de ‘’genocida’’, tirou a máscara e se aproximou do radialista, que permaneceu sentado.

PGlmcmFtZSBpZD0iX3ZzaWdvMGs2dCIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9uVy1qeDkweTVRWT9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbj0iIiBmcmFtZWJvcmRlcj0iMCI+PC9pZnJhbWU+

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.