Testemunha revela farsa e homem que atirou na cabeça de adolescente é preso

Cb image default
Pamela Silveira Saturnino tinha apenas 17 anos de idade. - Crédito: (Reprodução Facebook)

Emerson Rebello Ferreira, de 23 anos, foi preso nesta quarta-feira, dia 03 de março, pela morte da adolescente Pamela Silveira Saturnino, de 17 anos, durante troca de tiros na cidade de Sidrolândia. O rapaz também foi baleado durante o tiroteio, ocorrido no dia 14 de fevereiro, chegou a prestar depoimento na delegacia da cidade, mas foi liberado logo em seguida.

Contudo, a Polícia Civil concluiu durante a investigação que um outro adolescente, de 17 anos, que até então era o principal suspeito da morte estava acobertando o verdadeiro culpado.

A farsa foi descoberta graças ao depoimento de uma amiga da vítima, que estava no banco de trás do veículo VW/Gol, onde Pamela foi executada. Conforme o portal Região News, de acordo com a testemunha, Emerson estava debruçado sobre a janela do passageiro do veículo, se afastou e fez o disparou a queima roupa que matou a garota .

Diante dos fatos, a justiça determinou a prisão preventiva do acusado que foi encontrado na rua Amazonas, em Sidrolândia, nesta quarta-feira (03).

Tiroteio

Pâmela morreu com um tiro na cabeça enquanto estava no veículo Gol que era conduzido por Marcos Henrique Sanches Echeverria, de 22 anos, na Avenida Dorvalino dos Santos, em Sidrolândia. A suspeita inicial da polícia é de que Marcos tinha uma 'rixa' com o adolescente e Emerson, que também ficaram feridos na confusão. Marcos era namorado da vítima.

Segundo o auto de prisão em flagrante, pela dinâmica apresentada, Marcos teria sido o autor dos disparos que atingiram Emerson (no braço), e o adolescente (no pescoço). Marcos também foi ferido por um disparo e assim como o adolescente ficaram sob escolta policial na Santa Casa de Campo Grande, após o atentado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.