Ambiental autua empresa imobiliária em R$ 10 mil por derrubada de matas ciliares do Lago de Usina

Cb image default

Durante fiscalização em uma área localizada no entorno do Lago da Usina Sérgio Motta, na bacia do rio Pardo, a 20 km da cidade, Policiais Militares Ambientais de Bataguassu localizaram nesta segunda-feira (7) à tarde, a supressão de vegetação de área protegida por lei.

O proprietário de uma empresa imobiliária derrubou 4.000 metros quadrados de área protegida de mata ciliar do Lago da Usina (Área de Preservação Permanente) durante limpeza de área de rancho de pesca, em uma propriedade da imobiliária.

Cb image default

As atividades foram paralisadas no local da infração e o proprietário da imobiliária foi orientado a entrar com Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada, junto ao órgão ambiental.

A empresa, com domicílio jurídico em Bataguassu, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 10 mil reais. Os responsáveis responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção.

Cb image default

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.