Caminhoneiro com itinerário de Dourados/Santos que levava maconha na cabine e atrás do banco de veículo é preso pela Defron

Cb image default

Ao apurar denúncia de que um caminhoneiro que realizava o trajeto de Dourados à Santos/SP transportando carga de soja levaria rotineiramente na cabine, atrás do banco, cerca de 150 quilos de maconha, policiais civis do Departamento de Repressão aos Crimes de Fronteira - Defron abordou o automóvel, na última sexta-feira (28).

Foram encontrados cerca de 60 quilos de maconha, que se encontravam em fardos, escondidos no compartimento existente atrás do banco do motorista.

Cb image default

Indagado sobre o motivo de não levar a droga junto à carga de soja, o motorista expôs que por se tratar de um caminhão ao ser abordado a vistoria dificilmente era realizada na cabine. Isso porque, segundo ele, a inspeção era sempre realizada na carga, buscando-se ser encontrada grande quantidade de drogas.

Ele salientou, também, que ainda no município de Dourados, nas proximidades da Vila São Pedro, seriam colocados na cabine mais 100 quilos de maconha, entregues por um desconhecido.

Essa seria a sua quinta viagem em que transportava maconha, recebendo entre R$ 5 mil, até R$ 7 mil reais por cada uma.

O preso esclareceu que o proprietário do veículo desconhecia o transporte da droga.

O proprietário do caminhão disse ter estranhado o fato de que nos últimos meses o motorista passou a instalar, por conta própria, acessórios no caminhão, tal como uma geladeira, provavelmente com o lucro oriundo do transporte da droga.

O preso foi autuado em flagrante pela prática de tráfico interestadual de drogas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.