Menor que tocava o terror em Angélica é identificado como suspeito de furtos na Apae

A Polícia Civil recuperou os objetos e produtos subtraídos da Associação

Cb image default
Objetos e produtos recuperados / Imagem: Polícia Civil/Divulgação

A Delegacia de Polícia Civil de Angélica, com apoio do Posto de Identificação elucidou, furtos ocorridos na Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) daquele município.

Segundo nota divulgada na imprensa, no dia 26 de julho passado ocorreu o primeiro episódio de furto na Apae, nos quais foram subtraídos monitor, gabinete de computador, mouse e extensão de energia elétrica.

Agindo com o mesmo modus operandi, o autor no último dia 30 entrou novamente no local e furtado uma televisão de 55 polegadas.

Neste último delito, foi identificado como autor dos fatos, um menor infrator, que teria na ocasião praticado três atos infracionais análogos ao crime de furto.

Em razão da confirmação da autoria, o mesmo foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o seu genitor, tendo sido recuperados na ocasião, todos os objetos furtados que serão devolvidos oportunamente à Associação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.